segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Feliz 2013, leitor!


Já estamos a caminho do novo ano. Vamos confiantes?Já dei os primeiros passos e desejo-lhe um Feliz 2013, leitor! - arq. pessoal 2012
 Até a próxima!

domingo, 30 de dezembro de 2012

Paradas espetaculares; o Largo da Galícia é um exemplo


Diga lá se a flor do destaque é ou não uma belezura? Largo da Galícia, Curitiba, arq. pessoal 2012
Ontem? Com aquela tarde ensolarada que fazia em Curitiba, eu e minha filha, em férias na cidade, saimos para almoçar fora e, depois, segundo os nossos planos, caminhar um pouco pelos arredores de casa. Então, após o almoço, empreendemos a caminhada não sem um certo temor com os efeitos do calor que sentíamos. Não deu outro resultado: paramos esbaforidas, ali sob a sombra espetacular feita pelo grupo de árvores do Largo da Galícia.

Alguém com uma câmera possante conseguirá reproduzir a beleza do convívio oferecido pelo Largo da Galícia, especialmente sob a florada exuberante do arvoredo- - Parada espetacular  -  bairro Mercês,  Curitiba, arq. pessoal 2012
Infelizmente, a câmera do meu celular, apesar de bem esforçada, não consegue reproduzir a intensidade da beleza da floração da espécie que ornamenta o agradável convívio público em destaque. Pedirei, entretanto, que os meus amigos Takeuchi, Alessandro Reis ou Ricardo Castilho façam fotos mais dignas do belo panorama, meu caro leitor. O Largo da Galícia é um parada espetacular, aqui em CuritibaÉ um agradável lugar, mas corra, porque os dois únicos bancos são disputadíssimos.

Obs- Estou com certa dúvida com relação ao nome da espécie floril em destaque; caso o leitor conheça a árvore, por favor, dê-me um SOS. É uma espécie de jacarandá ou não?  Muito grata.

Até a próxima!

sábado, 29 de dezembro de 2012

Arte em muro que comove a todos


Mal dá para ver o interruptor da campainha, mas o detalhe perde a importância diante da beleza da arte em muro. A parte destacada acima comove o visitante e faz parar o passante, meu caro leitor.- Gostei muito e nem hesitei em fotografar. Vê como é interessante caminhar pela cidade e observar a tudo e a todos? Não deixe de olhar a postagem anterior, pois ela reúne o restante do panorama que avistei inteiramente no muro, meu caro leitor.  - Curiosidades urbanas- Curitiba, aq. pessoal 2012
 Até a próxima!

Muros cheios de arte...

 
Olhe o que encontrei no muro de uma casa comercial, ali  pelos arredores da Praça da Espanha. O interessante é que faz parte de um conjunto panorâmico. Fiz a foto da complementação, também; confira no destaque abaixo, meu caro leitor.- Curiosidades urbanas-  Curitiba, arq. pessoal 2012 

O conjunto artístico felizmente não sofre pichação; talvez, o grande número de câmeras encontradas na região explique. Seria lamentável a destruição da curiosa mensagem deixada pelo artísta popular. o panorama continua. Acompanhe a próxima postagem; a imagem é surpreendente e merece maior destaque Curiosidades urbanasCuritiba- arq. pessoal 2012
 Até a próxima!

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Recadinhos lojistas...


Uma interessante mensagem de final de ano, sem dúvida - Curitiba, arq. pessoal 2012
Na tarde do  último dia 25, eu e minha filha fizemos uma longa caminhada. Saímos do Centro de Curitiba e, até chegarmos em casa, percorremos um considerável trecho da ruas Vicente Machado , Julia da Costa, Padre Anchieta e finalmente...No caminho, não resisti e fotografei alguns recados deixados nas portas pelos lojistas.
 
Gentileza, embora com mensagem comum- Curitiba, arq. pessoal 2012
Ao lado da trivialidade das mensagens lojistas, é impossível não atentar à intenção interativa; elas merecem, portanto, o destaque no NaMiradoLeitor; você concorda comigo? Oportunamente trarei outros recadinhos.
 
Até a próxima!

Vamos à Praia do Maçarico, lá em Salinas!


A foto ( com aplicativo Instagram) é do Lafayette Nunes, mas a alegria em mostrar o belo panorama da Praia do Maçarico é minha. Entrar no amazônico Pará e não conhecer as belas paisagens oferecidas pelas praias oceânicas de Salinas é indesculpável. O litoral paraense é um espetáculo, caro leitor. Já esteve lá? Comente algo, se puder.  O potencial turistico não tem sido bem explorado, infelizmente. As belezuras de Salinas estão lá; faltam, entretanto, cuidados dos gestores públicos com a cidade, porque  a mira no bem-estar tanto do cidadão residente, quanto do visitante é fundamental para que ele more ou saia de lá muito feliz-  Foto do leitor no NaMira- Reprodução autorizada  ao blog pelo autor-

Até a próxima!

Amigos do NaMira contribuem

 
lagoa é uma referência turística no Parque Portugal- Foto: Cenilda Araújo - Reprodução autorizada pela autora ao NaMiradoLeitor
Hoje? Quero destacar imagens fotográficas pelo Brasil afora. Começo com a lagoa do Taquaral localizado no Parque Portugal, também conhecido como Parque do Taquaral, em razão certamente do nome do bairro da sua a localização. em Campinas, cidade paulista no Sudeste do país. A contribuição da foto é da minha sobrinha Cenilda Araújo. Outras fotos serão editadas durante o dia; aguarde. Qer saber mais sobre o parque? Clique nas informações do Qype-Campinas.

Características regionais - No Sul e Sudeste vivemos o início do ensolarado  e ao mesmo tempo chuvoso Verão, enquanto no Norte, a chegada do Inverno já é uma realidade com a temporada intensa  e demorada de chuvas; se eu recebesse imagens e notícias do Nordeste e do Centro-Oeste, ora sob clima diferentes dos que mais conheço, ficaria muito contente.  
 
Até a próxima!

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Vamos webpassear com o Tertúlias à Lareira?


No destaque, reproduzo imagem de Sesimbra, vila portuguesa na região do Alentejo - Crédito: Tértulias à Lareira
Façamos um webpasseio pelos Caminhos de Portugal, meu caro leitor? Vamos com a ajuda da aba oferecida pelo blog Tertúlias à Lareira. Gostei da proposta da Ni Rodrigues. Senti falta apenas de uma viagem na direção da vila portuguesa de Alenquer, mas farei um pedido veemente à blogueira, certamente. A indicação da autoria das fotos e um maior número de imagens serão solicitados, também, sem dúvida alguma.

Até a próxima!

Lá do outro lado do Atlântico....


 Uma amostra da resistência  lusitana às modificações ortográficas - Fonte: ILC Contra do Acordo Ortográfico
Veja a dupla de páginas escritas por portugueses que trago agora ao NaMira.  Comece o webpasseio com a ajuda do Esboços de Quem Sou, editado pela Paula Nogueira Guerra. Observou como as críticas que ela faz ao atendimento à saúde pública merecem comparações diversas? Reparou nas diferenças/semelhanças ortográficas? Leu os comentários oferecidos à postagem da jovem senhora?  Não hesite em ler o veemente ILC Contra o Acordo Ortográfico. Você ficará surpreso com as observações e contestações encontradas sobre o tema.

Até a próxima!


Vigora um desacordo ortográfico, ora pois, pois...


Meus alunos já faziam as alterações indicadas na ortografia manuscrita, mas agora vem um tal de desacordo fazer liberações-  A língua desconfiada - arq. pessoal
Então, os que decidem como se escreve a minha, a sua e a nossa língua, resolveram "dar um tempo" até 2016 para oficializar a vigência do Acordo Ortográfico entre os países lusófonos. É um recuo diante da pressão dos portugueses, certamente. 

Eu não gosto das alterações, embora já as tomasse como regra oficial na minha escrita. Vinha encarando as determinações com desagradável empenho para "assimilar" os ditames arbitrários, afinal, vestibulandos e inscritos em concursos públicos trazem seus textos para que eu os examine e corrija, segundo as formalidades do idioma. Entretanto, não tenho dúvida alguma sobre os humores contestatórios dos meus colegas, os professores de redação lá do outro lado do Atlântico. 

É indiscutível - recente imposição ortográfica aos países lusófonos faz subtrações tradicionais à escrita portuguesa, especialmente. A de lá? É uma língua relativamente parecida no tronco comum, mas com distinções marcantes da nossa.  Ao longo do dia trarei ao NaMira alguns blogs portugueses, mas antes leia e ouça o que adverte Bagão Félix ( RPT Notícias)  e faça um passeio pelo Público. Fique atento às diferenças marcantes entre a língua do Brasil e de Portugal, meu caro leitor.

Ótima reflexão - Quer ficar ainda mais por dentro do tema? Não hesite em ler o texto esclarecedor do Ruy Castro ( Um acordo sobre o qual - Observatório da Imprensa, 24/12/2012 )


Até a próxima!

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Tuites exemplares; escreva o seu, também!


Observem o que eu vejo, quando estou em dia de sol com a cara do Verão, aqui embaixo da minha pequena amoreira-  Vida simples e boa-  Curitiba, arq. pessoal 2012
Gostei de ler alguns tuites que emergem refletidamente, ali na minha página tuiteira. Seus produtores parecem manter acesa aquela lâmpada que ilumina as boas ideias sobre temas variados. Farei a reprodução de alguns. O primeiro? Voltado ao cuidado ambiental em áreas urbanas é o da Ana Hifros:

                             Ao lado de cada prédio na cidade, deveria ser regra separar um espaço para árvores e gramado. Pequenas florestas urbanas. É possível.
 
Ao longo do dia, oportunamente trarei outras frases tuiteiras, afinal, textos objetivos, redigidos em português comunicativo caprichado e bem  aproveitando os 140 caracteres (mesmo com a ajuda prestimosa de encurtadores e links) são exemplares; merecem o destaque compatível, certamente. 

O segundo tuite é o que faz alarde ao mau tempo que se agora se aproximava de Curitiba; confira o tuite que reúne objetivamente as palavras aos dados numéricos; exemplar é a frase tuiteira do meteorologista do Simeparpr :

                    Curitiba tem agora temperatura de 32ºC e a sensação térmica de 35ºC.  Chuvas fortes atuam em Campo Largo e avançam também para a capital.

O terceiro tuite veio do novo prefeito de Curitiba. Atenta à urgência da poda das tipuanas aqui na minha rua. Fiz um apelo de cidadã; ele, de imediato, tuitou na minha direção. A manutenção desse canal interativo, oferecido pelas redes sociais, se mantida após a posse em 2013, será motivo de tranquilidade ao (e) leitor; acompanhe o tuite do Gustavo Fruet:

          Acho que preciso de um agora!!!(Rsss). Mas, depois da posse vamos melhorar os canais. Será preciso um tempo! Obrigado e Feliz ano!




Até a próxima!

Que tal uma voltinha por Curitiba?

 
A quarta-feira ensolarada atraiu muita gente ao centro de Curitiba. Na  Boca Maldita, por exemplo, o destaque exibe a fila para dar aquela volta espetacular com o ônibus turismo - e, aqui entre nós, o dia está um show para empreender passeios pela cidade, indiscutivelmente- Cena curitibana - arq. pessoal 2012a
  
Já embarcou em um desses ônibus, leitor? Recomendo. Todos os meus parentes e amigos, quando passaram por Curitiba, fizeram o longo passeio, porque conhecer uma cidade exige que o visitante ou o morador experimente os vários modos de transitar por ela. Recomendações de migrante em Curitiba- arq. pessoal 2012

Até a próxima!

Bom dia, 26 de dezembro de 2012!


 Saí para caminhar pelos arredores de casa e parei, ali na Maggiore. Um café com leite é reanimador, concorda comigo, leitor? Delícia matinal - arq. pessoal 2012
 Até a próxima!

terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Visitas & Festas de final de ano


Caso o leitor não reconheça, aí em cima está uma das portas da ala de desembarque doméstico do Aeroporto Afonso Pena, localizado em S. José dos Pinhais, nos arredores de Curitiba. Por ela, no ano passado alguns dos meus parentes de Belém e de Campinas desembarcaram. Neste final de dezembro de 2012, infelizmente, não terei motivos para abrir os braços quando a porta acima abrir, mas você está com visitas em casa, meu caro leitor? Aproveite muito bem a temporada.- Visitas & Festas de final de ano - arq. pessoal
  Até a próxima!

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

O Natal dos solitários e infelizes? Uma sugestão para acabar com ele


Coloque um prato a mais na sua mesa natalina; haverá sempre a possibilidade de alimentar a uma pessoa circunstancialmente solitária e infeliz na Noite de Natal- Foto: do site Dicas e Receitas
Não deixe que um vizinho, um amigo ou conhecido fique sozinho em um dia de festa familiar como é a do Natal. Rompa a barreira do medo, do egoísmo dissimulado e o da desconfiança. Vá lá e apite a campainha, bata palmas, deixe um bilhete ou acene da sua janela e traga o infeliz para dentro da sua casa, ho-ho-ho.

História real- Já tive o meu momento de infeliz, quando em 1987 estava circunstancialmente em Campinas. O dinheiro era curto e não pude comprar uma passagem para fazer o trecho desejado de Campinas / Belém / Campinas. Uma  colega da Unicamp, hoje professora na Unesp, entretanto, fez o que sugiro acima. Ela repartiu comigo o aconchego familiar do qual dispunha, ali  no inesquecível distrito de Barão Geraldo. Ah...aqueles tempos magros de vida universitária, mas ricos em aprendizado humano. Conheceu tais tempos, leitor?

Por que eu tomo diariamente o meu café em canecas com motivos natalinos? Para jamais esquecer da noite mais fraterna que existe- Fica a dica, leitor - arq. pessoal 2012

24 de dezembro - Hoje? Não há lugar para ranzinzas, infelizes, famintos ou pouco amados. A possibilidade econômica que permite um poder maior de compra ( o 13º salário) é estimulante. Compartilhe uma porção de alimento ao vizinho solitário e infeliz. Não economize na distribuição da alegria próspera da sua casa. Rompa de uma vez por todas com os limites impostos pelo individualismo inconcebível.

Noite de aprendizado - A noite natalina é um protótipo de todas as noites felizes que ainda poderemos desfrutar. É um ensaio espetacular à alegria coletiva. Eu? Não tenho dúvida alguma. Ande, aja logo no aprendizado; quem sabe você nem mais esteja vivo no próximo dia 24 de dezembro de 2013. Plane em níveis mais altos enquanto há tempo de experimentar a sensação incrível desse dia mais fraterno do ano.



Até a próxima!

Admiração ou irritação com as histórias de Dickens??


Tenho em casa uma edição de aparência bem antiga de O grilo na lareira - Charles Dickens, tradução de Aldo Della Nina, Saraiva, sem data, cujo prefácio assinado por Gomes Freire adverte: 

Ao ler qualquer um dos romances de Dickens, uma pessoa esclarecida do nosso tempo experimentará dois sentimentos absolutamente opostos, contraditórios, e podemos adiantar que essa qualidade de impressões, de igual modo, a acometerá ao tomar contato com alguns dos grandes romancistas do século XIC (...) O primeiro sentimento é o da admiração ante a sua extraordinária capacidade criadora, riqueza de imaginação e o domínio admirável ( somos tentados a dizer: mágico) do instrumento verbal. O segundo, por antítese, é a irritação, alongada e transmudada em tédio ou desdém, ante as soluções convencionais, a sentimentalidade melosa, a falsidade ou superficialidade de certos caracteres e episódios, que, ao que parece, derivavam antes da imposição do gôsto do público do que das aspirações íntimas do autor(...). Pouca gente no mundo, entretanto, terá feito tanto a favor da poetização da vida e do Natal como Dickens. Se S. Franciscode Assis inventou o presépio, a Dickens devemos essas eternas histórias de Natal(...)

Como não ficar comovida com o inesquecível filme A Felicidade Não se Compra? Unidos? Seremos sempre mais fortes é a mensagem que parece soprar a cada cena d e Frank Capra, mas terá ele sido um exímio aprendiz de Dickens?-  Créditos do vídeo para Adoro Cinema
Estimule, meu caro leitor, as suas crianças e jovens à leitura comovente de Dickens; o mundo precisa de mais pessoas que acreditem nos bons e que mantenham esperanças transformadoras na vida coletiva - ou será que você é daqueles que fica irritado com as histórias do narrador inglês?    

Até a próxima!

domingo, 23 de dezembro de 2012

Saudades de "Os Waltons", também!

 
Ontem, lá na minha página tuiteira, o escritor Miguel Sanches Neto mexeu com as minhas lembranças de adolescente. Ele fez uma nostálgica alusão ao seriado Os Waltons (YouTube). Foi o bastante para que eu empreendesse buscas sobre um dos mais interessantes seriados que a memória feliz não deixa esquecer. Ah...como eu gostava de John Boy e de tudo que estava correlacionado à narrativa que ele fazia. Não perdia episódio algum; era um programa em família.  Você conhece a série, meu caro leitor? Bem, é conveniente explicar um detalhe: a foto da máquina acima, personagem do episódio em destaque, é meramente ilustrativa. Faz parte do acervo precioso da Biblioteca Pública do PR; ao vê-la, não resisti em fotografar.  Saudades de Os Waltons, também! - arq. pessoal, 2012
 Até a próxima!




Cadê o meu Bom Café, Mercadorama Bigorrilho?


 Olhe, meu caro leitor, uma amostra da decoração deliciosa que as atendentes, sempre tão gentis, faziam para mim, ali no Bom Café. Lamento, entretanto, registrar o desaparecimento da cafeteria. Passei por lá e não encontrei explicação alguma.  Então, como deixar os clientes do mercado sem um espresso  bem qualificado, Mercadorama BigorrilhoUm viva e uma queixa de cliente - arq. pessoal 2012
 Até a próxima!

sábado, 22 de dezembro de 2012

Uma deliciosa nota musical no meu café


Não sei o nome, mas deve existir uma denominação para a arte decorativa feita nos cafés. Veja a beleza da clave de sol que a Viviane, ali do Café Izepão fez no meu espresso, assim como no que a minha amiga pediu. Caso o leitor saiba algo mais específico sobre o detalhe,  por favor, não hesite em repassar a informação, porque gosto de aprender dados novos sobre temas gerais. Deliciosa decoração em café- arq. pessoal 2012
 Até a próxima!

Vem aí a chuva de Verão...


A minha plantinha, conhecida popularmente como onze horas, gosta de sol, mas parece que ficará hoje sem abrir as suas delicadas flores; tudo bem diferente de ontem, quando fez um calorão daqueles. Hoje? Sair com roupas leves e não esquecer da sombrinha ou guarda-chuva. A previsão climática para Curitiba ? É de chuva; a mínima prevista é de  18ºC, enquanto a máxima de 24ºC , segundo o Simepar- Verão sulista, arq. pessoal  2012


Até a próxima!

Bom dia, Verão!


O Verão sulista brasileiro começou com intensidade. Ontem à tarde, por exemplo, o céu em Curitiba estava assim e o calor assinalava incômodos, mesmo para quem é migrante amazônica aclimatada às variações da temperatura da cidade. A presença da chuva quase diária marca o alívio com a chegada da nova temporada. Lá na extrema região nortista do Brasil, tudo caminha, entretanto, em direção ao Inverno. São contrastes climáticos que a geografia explica e a Natureza comanda. Um país de contrastes climáticos como é o Brasil requer maior divulgação das ocorrências marcantes, do mesmo modo como medidas preventivas para que as surpresas não tragam prejuízos materiais e humanos, especialmente com as enchentes.  As novas gestões municipais, que assumirão o comando das cidades, enfrentarão os desafios anuais decorrentes do clima. Será que as prefeituras estão preparadas? As Estações ditam as regras- Curitiba- arq. pessoal 2012
 Até a próxima!

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Cantemos no Natal com o Guto Horn

Blog Guto Horn
 
Canções natalinas tradicionais embalam a memória, mas você já conhece a nova canção do Guto Horn ( You Tube)? Não hesite em clicar no link indicado. A destacada canção merece ser divulgada pelo país afora.Vamos compartilhar a mensagem musical natalina, meu caro leitor? A querida Família Horn, conhecida aqui em Curitiba pela vinculação às artes, parece espalhar pelo exemplo feliz a dinâmica que reúne talento e simpatia.

Até a próxima!

Leia diariamente rodeado de crianças

Não deixe as crianças sem o melhor de Charles Dickens - arq. pessoal
As crianças gostam  bastante quando os adultos leem para elas. Recentemente, fiz uma descoberta muito interessante: as mães de pequenos norte-americanos costumam selecionar 25 livros e agendam uma leitura diária. Um livro lido a cada noite de dezembro, segundo a Gisele Federezzi BarcellosÉ uma atitude exemplar, você concorda comigo? 


Até a próxima!

A natividade sob o olhar de Velasquez


Reproduzo a cena que encontrei em um velho cartão natalino. A autoria da bela pintura é de Diogo Velasquez  ( Travessia Poética ); o belo quadro A adoração dos Reis Magos é simplesmente uma retratação encantadora, você concorda comigo,leitor? arq. pessoal 2012
 Até a próxima!

Evocação natalina

Veja, leitor, o pequeno presépio que encontrei, ali no Memorial Ucraniano  ( Viagens Mil  ); ele certamente simboliza a cena familiar mais famosa do mundo- Curitiba, Parque Tingui, arq. pessoal 2012
 Até a próxima!

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Encontro com titãs, ali na Itiban Comic Shop


O livro é do Adão, a foto é do Benett e a alegria em reproduzir  a capa da novidade editorial é minha-
Não perderei de modo algum a oportunidade de conhecer o Adão Iturrusgaraí e pegar o meu autógrafo em  Momentos brilhantes da- Minha vida  ridícula. Diga lá se eu perderia a oportunidade, também, de encontrar com o Benett, o meu cartunista preferido?

Encontro com titãs! -  Hoje, às 19 horas, lá na Itiban Comic Shop - Rua Silva Jardim, 845, no bairro Rebouças, a dupla de cartunistas estará materalizada em carne e osso no lançamento e bate papo sobre os temas afins. Vamos lá? Quem sabe  encontre o Paixão, o Pancho, o Tiago Recchia...

Até a próxima!

Boa ideia, leitor?

Já mostrei a árvore natalina da Biblioteca Pública do Paraná, mas não evidenciei um dos detalhes que enfeita a grande árvore natural. Olhe com atenção, caro leitor. As miniaturas de livros enriquecem a decoração! - Boa ideia natalina! - arq. pessoal, 2012

Ornamentar um pinheiro natural é algo que desperta a criatividade e o autor da decoração da árvore  natalina da Biblioteca Pública do PR  merece os meus parabéns! Gostou, também, leitor? Eu? Adorei! Farei, inclusive, um  encaminhamento, via sugestão tuiteira, à direção para que o pinheiro seja, depois das festas do final de ano, plantado lá na frente do majestoso prédio. Já imaginou a belezura? No Natal de 2013 a árvore terá lugar ainda mais destacado e permitirá a todos os passantes, ali na Cândido Lopes mais um encantamento durante muitos e muitos anos. Boa ideia natalina , arq. pessoal 2012

Até a próxima!

Na Boca Maldita? Um estacionamento de ideias...


Ao passar pela Boca Maldita, olhe o que encontrei, meu caro leitor. Veja, assim, que a  Rua Luiz Xavier não é apenas uma passarela curitibana, mas um grande estacionamento de ideias. Arte Itinerante NaMiradoLeitor - Curitiba, arq. pessoal 2012
 Até a próxima!

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Fotógrafos em ação, lá no Largo da Ordem


Domingo, ao passar pelas barracas de artesanato instaladas no Largo da Ordem, vi a dupla acima em ação sincronizada no que faziam as pessoas. Fiz o mesmo que os fotógrafos. - Uma cena curiosa em Curitiba- arq. pessoal 2012
 
Até a próxima!

Mesmo com a chuva, chegam as flores


Veja um pouco do que há no meu jardim, meu caro leitor. A espécie floril popularmente conhecida como maria sem- vergonha prolifera com abundância em todos os cantinhos. Mesmo com a chuva, chegam as flores- arq. pessoal, 2012
 
Até a próxima!

Livros e livros muito interessantes...

Reprodução- Cia das Letras
Costumo ler dois ou três livros ao mesmo tempo; eles ficam ali com o marcador de páginas a indicar o local da parada. Já comentei anteriormente sobre o Por que Ler Oswald de Andrade ( Maria Augusta Fonseca, Globo, 2008) e A Máquina de Papel ( Miguel Sanches Neto, Cia das Letras, 2012), mas hoje quero destacar a terceira leitura que concluí ontem à noite. Trata-se de um livro fininho, mas vigoroso; ele reúne interessante material voltado à literatura infanto-juvenil. É o Do outro lado do Atlântico ( Pauline Alfhenn, Cia. das Letrinhas, 2003) ricamente ilustrado pela Maria Eugênia

Recomendo - Ô.... livro interessante para ler; ele foi um empréstimo que fiz em biblioteca e não sei se está disponível nas livrarias, uma vez que ele é de 2003, mas certamente vale a busca, meu caro leitor. O resumo do livro feito pela editora reforça a minha indicação. Acompanhe-o:

"Filha de mãe brasileira e pai francês, Pauline nasceu no Rio de Janeiro mas foi para a França ainda pequena. Aqui ela narra a primeira viagem de volta ao Brasil, na qual se impressiona com o sol forte de Maceió, com os passarinhos, com os negros, com frutas e comidas desconhecidas, enquanto se esforça em reaprender o português. A partir da memória de infância e juventude, Pauline reconstrói sua trajetória pessoal, de contato com os dois países, e retoma a participação da França na história do Brasil desde o século XV. "
 
Até a próxima!

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

O bolo "mármore" é delicioso!

O delicioso bolo mármore - Reprodução do blog A meu gosto
Dentre as familiares lembranças natalinas que eu guardo comigo está um bolo, sempre preparado pela mamãe. Era chamado de bolo mármore, mas até hoje não sei o motivo de tal nome. Era muito gostoso; na próxima quinta-feira tentarei prepará-lo para o café da manhã do dia 25 de dezembro. Fiz uma busca na internet e encontrei a receita, assim como uma bela foto disponível no blog A meu gosto .

Além das tracionais rabanadas, há algum doce especial que estava antigamente na mesa natalina familiar e que hoje evoca em você boas lembranças, meu caro leitor?

Até a próxima!

Café com Bolo de Macaxeira


Bolo de Macaxeira - reprodução do site Vila do Artesão
Já tomou um café com Bolo de Macaxeira (no sul e sudeste chamada de aipim ou mandioca, respectivamente)? Ô complementos bem casados, meu querido leitor. Não deixe de experimentá-los na primeira oportunidade. É um bolo genuinamente nacional.

A receita convidativa - A foto e a receita disponíveis em conjunto no site da Vila do Artesão  ajudam a divulgar a gostosura tão popularizada no norte e nordeste do nosso país. Eu? No final da semana? Farei um bolo igualzinho ao da receita, porque a inveja de uma gostosura é muito fácil de aplacar; basta ir à cozinha prepará-la ou comprá-la nas boas casas do ramo.
 
Até a próxima!

O exuberante Oswald de Andrade



Estou lendo o livo Por que ler Oswald de Andrade ( Maria Augusta Fonseca, Editora Globo, 2008) e confesso um detalhe importante: estou encantada com as novidades historiográficas trazidas pelo texto ágil da crítica literária. 

Um detalhe curiosofoi saber que Dona Inêz, a mãe de Oswald, era natural  da cidade paraense de Óbidos e que, também, era irmã de Inglês de Souza, portanto o autor de Coronel Sangrado era tio de Oswald. Ora, meu caro leitor, não duvido nadinha de que o escritor em destaque gostassse das delícias nortistas em razão da influência materna acentuada.

Ainda não cheguei ao final do livro e já estou com vontade de reler Serafim Ponte Grande, assim como descobrir um modo de ter acesso ao Perfeito cozinheiro das almas deste mundo. O primeiro título é facil de encontrar na bibliotecas públicas e particulares, mas quanto ao segundo, obra hoje rara, nem sei o que farei para tê-la nas mãos. Custa no Mercado Livre, a bagatela de R$3.980,00.
 
Até a próxima!

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

A árvore natalina da Biblioteca Pública do Paraná

É impossível não avistar a bela árvore natalina armada no interior da Biblioteca Pública do Paraná. Gostei ainda mais quando percebi ser um pinheiro natural - Curitiba, arq. pessoal 2012
  Até a próxima!

Elementos natalinos contagiantes


Como é delicioso o cheiro que exala do pinheirinho natural  que dá o tom natalino, aqui em casa, caro leitor. Com enfeites que simulam brinquedos e personagens da época deixamos que o espírito festivo do mês de dezembro contagie a todos que nos honram com a visita doméstica- Curitiba- Natal 2012, arq. pessoal
 Até a próxima!

domingo, 16 de dezembro de 2012

A cena cotidiana no Café Gurzuf


Café Gurzuf  by Alexander N. Samokhvalov, 1956 - Reprodução via Wikipedia 
Costumo fazer buscas ilimitadas de ilustrações diversas que retratem a cena cotidiana nos cafés, entre outros cenários da vida. Veja, por exemplo, a belezura de quadro composto pelo pintor russo Alexander N. Samokhvalov. Atente aos detalhes presentes em Café Gurzuf. É uma bela amostra do talento artistico na retratação da crônica de uma cidade. Veja como os elementos humanos se entrecruzam; gêneros, vestuário, serviço, idades, clima atmosférico e a descontração urbana são plenamente observáveis em leitura visual criteriosa. O colorido que nutre a cena é espetacular. Adorei!

Eu gostaria poder desenhar ou pintar, meu caro leitor; se tivesse a habilidade desenvolvida, certamente eu reproduziria os panoramas dos cafés que frequento e que ainda frequentarei. 

Até a próxima!

Sombrinha? Venhas comigo, companheira...

A manhã de domingo está nublada. O cenário do clima está assim desde ontem. Aliás, quando passei ali pela Rua Comendador Araújo, esquina com a Brigadeiro Franco, fiz um registro do cenário chuvoso que tínhamos, aqui em Curitiba. Hoje, planejei comprar algumas coisinhas artesanais lá para as bandas do Largo da Ordem, além de comer um daqueles deliciosos acarajés, mas vamos ver se o tempo nublado não intercepta o meu roteiro de passeio dominical, meu caro leitor. - Tempo nublado e sombrinha na mão - arq. pessoal 2012
    Até a próxima!

sábado, 15 de dezembro de 2012

Como fisgar um cliente e deixá-lo satisfeito


O lugar é pequeno, mas as cinco mesas são disputadíssimas e o revezamento constante salta aos olhos- Curitiba, Empada Original, arq. pessoal 2012
Não deixe de conhecer ou frequentar a Empada Original com regularidade, caso resida em Curitiba. É um dos lugares mais aconchegantes que eu conheço. Chego com fome e certa falta de mimo e saio de lá sorrindo, além de prometer voltar mais vezes porque a família que atende à clientela é um poço cheinho de amorosa atenção, hehehehe. A Dona Thereza, a Joclene e a Joselém formam um trio imbatível em tudo de bom, acredite!

Até parece que estamos na casa de uma tia ou na da avó; tudo é gostoso e oferecido com muito carinho- Empada Original, Curitiba, arq. pessoal 2012

Na última terça-feira estive lá na Empada Original; fui reencontrar e diminuir a saudade de uma querida ex-aluna, a Jeniffer, ora candidata dedicada à defensoria pública, aqui no Paraná. Foi uma tarde agradabilíssima, meu caro leitor. Café coado do modo tradicional, empadas quentinhas e uma fatia de bolo de chocolate aliados à excelente troca de conversa, ah...quero repetir, sempre e sempre.

A Jeniffer é uma das minhas queridas ex-alunas. Adorável pessoa;nela vislumbro êxitos profissionais e grande contribuição à sociedade- Na Empada Original- Curitiba, arq. pessoal 2012
Penso que uma regra básica no atendimento que satisfaz é a simpatia; quando uma casa comercial alia a receptiva cordialidade ao cliente, ali exatamente no momento de vender o seu produto, sempre nos fisgará pelo trato cordial. Na Empada Original, muito lojista frio e calculista deveria aprender a lição primordial voltada à clientela. A simplicidade, o excelente produto e o respeito amoroso ao cliente fazem a melhor propaganda. Caso duvide do que ora eu propago voluntariamente, faça uma visita ao aconchegante local; fica à Rua Professor Fernando Moreira, 821. O trato é cativante.
 
Até a próxima!

A Juanita e as mensagens natalinas


Parece que os cartões entregues pelos carteiros ainda chegam às mãos de muitas pessoas- Curitiba, arq. pessoal 2012
A senhora que você vê no destaque abaixo atende pelo nome de Juanita. Eu a encontrei, ali no hall à direita da entrada da Biblioteca Pública do Paraná. Foi exatamente quando passei para ir ao banheiro. Com o apoio da mesinha e cadeira, deixadas ali, talvez como apoio às apresentações musicais, ora frequentes na biblioteca, a Juanita preenchia cartões e envelopes natalinos. Não pude deixar de notar a singeleza do gesto, ora incomum em tempos de mensagens eletrônicas e desatenção generalizada às pequenas e inesquecíveis cortesias.

Emocionada com o meu interesse pelo que naquele momento fazia, a Juanita ajudou a contar uma história verdadeira para você, meu caro leitor-  Curitiba, arq. pessoal 2012
 Ah, minha senhora, eu faço isso todos os anos. Há tanta gente que não recebe notícias e nem ganha um abraço. De mim, os meus amigos distantes ganham os dois, mesmo que sejam enviados pelos Correios !- declarou de uma tacada única e com um leve acento espanhol no sotaque a Juanita.

Eu não pude deixar de pensar na forma carinhosa de quem ainda preserva o hábito de enviar cartões natalinos aos parentes e amigos distantes. Pedi para fazer umas fotos, o que de imediato tive a concordância da emocionada senhora. Mas diga lá, como tem sido a chegada e o envio das suas mensagens natalinas, meu caro leitor? 
 
Até a próxima!

Traga uma boa história ao blog, leitor!

O túnel formado pelas mangueiras certamente abrigou várias histórias vividas ali nos arredores da Av. Presidente Vargas, Belém, Pará - Reprodução autorizada pelo Carlos Macapuna, autor da foto 
Ando com uma saudade danada de ouvir e ler uma bela história, meu caro  leitor. Agora, por exemplo, nos dias que antecedem as comemorações voltadas ao Natal e Ano Novo, bem que poderiam aparecer histórias da vida comum, cheia de pequenos encantos, não é mesmo? Chega dessas que surgem do antro da política mal cheirosa e da violência nauseante.

       Não importa o enredo das histórias; o que importa é o êxtase  de quem  escuta, declara Mário Quintana em A preguiça como método de trabalho, página 15.

Interaja -  Contribua comigo; traga uma boa e exemplar história. Quero que nas próximas postagens o leitor do NaMira fique comovido com diversos relatos vindos de fontes variadas. Eu gosto dos verdadeiros; você também? Na próxima edição, nem tenha dúvida, contarei uma história com certeza.

Até a próxima!
Related Posts with Thumbnails